Arvore da vida

Por quinta-feira, fevereiro 20, 2014 0 , Permalink

Em mim habita o bem e o mal
A arvore de todo conhecimento
Eu determino o meio de tudo
E tudo finaliza em mim

Mora em meu interior a vida e a morte
Eu decido quem subjulga quem
Vive-se eternamente
Ou morre neste intante

O mal que não quero esse faço
Já diz o velho provérbio
O bem que tanto quero
Esse parece já ter sumido

A luz e as trevas ocupam um só lugar
Dois corpos que ocupam o mesmo espaço
E me divido em dois
Parte laço, parte desenlaço

Nem luz, nem sombra
Uma penumbra intrigante
Nem calor, nem frio
Um morno a ser vomitado

No Comments Yet.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado