Polícia de AL agride rapaz por causa de tatuagem

Por quarta-feira, abril 23, 2014 0 , Permalink

À primeira vista, esse vídeo leva ao seguinte questionamento: será que isso tudo foi apenas devido a uma tatuagem? Sim, mas existe toda uma conotação por trás disso.

Se pesquisarmos no google, vários significados de “tatuagem de palhaço” irão aparecer, dentre eles o de que é a representação de um assassino de policiais. Quando essa informação é exposta, fica claro o motivo da agressão dos militares. Contudo, isso não apresenta uma justificativa para o ato bárbaro dos policiais. Também não é justificável o assassinato de qualquer ser humano, porém não cabe aos PM’s punirem o rapaz com força bruta, mas levá-lo à justiça para ser devidamente julgado e, caso culpado, serem aplicadas as devidas penas.

É sabido que a justiça no Brasil é falha, que as penas por vários crimes deveriam ser modificadas e que nem sempre são encontradas evidências suficientes para que um réu seja julgado culpado. Por tal motivo, existe uma nova onda de justiceiros no nosso país, incitados pela mídia sensacionalista e apelativa que prega a justiça pelas próprias mãos, assassinando criminosos, culpados ou não, sem direito a julgamento. Que fique claro: o poder legislativo existe para isso. Nossas leis, apesar de nem sempre serem justas e estarem obsoletas, são responsáveis por isso, não pessoas desprovidas de conhecimento penal e tomadas pelo ódio.

A verdadeira solução para o problema da (in)segurança no Brasil é a reforma do Código Penal e da Constituição Federal de 1988 (sem citar todos os outros Códigos que deveriam ser modificados), bem como o investimento em pesquisa forense. Não é com “pedras e paus” que a justiça será feita, mas com uma legislação forte e com profissionais que façam cumpri-la e isso deverá ser exigido dos parlamentares, visto que é essa a sua obrigação na função de “representantes do povo”.

No Comments Yet.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado