Papo na Catedral – Estou Vivo, Mas Muito Mal

Por segunda-feira, outubro 27, 2014 19 , , Permalink
“Estou vivo, mas muito mal.”

 

Foi essa frase, seguida de uma foto do #Capitão com o rosto ensanguentado, que eu recebi numa noite de sábado.

 

A preocupação imediata e o impacto do acidente do #Capitão não permitiu que as coisas fossem discutidas às claras entre nós.

 

Inicialmente me tranquilizei com a recuperação dele, em seguida me comprometi a tocar a Roda enquanto ele se recuperava.

 

Contudo as coisas não são tão simples assim. Afinal, a Roda de Escritores é um esforço em conjunto de nós dois. E ela tem muito em sua imagem o comportamento do próprio #Capitão.

 

A verdade é que só fomos conseguir conversar de fato sobre a Roda na última sexta-feira. Com os ânimos mais calmos, discutimos o que o acidente alterava nos nossos planos e o que isso iria impactar no nosso planejamento inicial. Então, senta que lá vem a história.

 

 

“O #Santo é gaúcho. Não leva ele a mal, ele só é muito direto…”
- #Capitão

santo_gaucho“Me chamam de Grosso, eu não tiro a razão / Eu reconheço a minha grossura.”

- Gildo de Freitas

 

Logo que começamos a compor as organizações do retorno do podcast, iniciou-se um pequeno atrito interno. Como conversei com o Capitão, com certeza, muito se deve ao meu comportamento.

 

O comportamento do gaúcho, em geral, tende a ser um pouco mais ‘grosseiro’ do que o restante do país. Muito se deve ao uso do ‘tu’, mas muito se deve também as maneiras que nos são ensinadas, essa ânsia por ser direto ao ponto e franco ao extremo. Isso só piorou com o meu background em empresas de grande concorrência.

 

E isso pesa muito na organização da Roda. Esse site é o equilíbrio entre o coração apaixonado do Capitão, que tem muito de Mato Grosso do Sul combinado com a leveza discreta do mineiro, e o meu temperamento gaúcho de ser preciso no planejamento e direto na comunicação.

 

A Roda de Escritores sem o #Capitão é um site sem carinho, sem amor. Essa é que é a verdade. É certo que darei meu máximo para compensar a presença dele, mas existem pessoas que são insubstituíveis sim. E o #Capitão é uma delas.

 

 

“A RdE só irá sobreviver ser for uma Love Mark. Se as pessoas não a amarem, ela não irá crescer”
- #Santo

love mark

Faça o que você ama. Todos os dias.

 

Ao passo que não somos um empresa, tão pouco desejamos ser uma editora, começa a se tornar complexo manter uma estrutura.

 

Resumindo: a Roda de Escritores é o nosso Sonho. Começamos a investir no novo desenho e plin: lá se foram R$ 2.000. Assim, num tapa.

 

Mas isso não é o mais alarmante. O problema é que nós não sabemos, ainda, como ganhar dinheiro com a Roda de Escritores.

 

Sequer sabemos se um dia ela conseguirá se manter.

 

Temos uma folha mensal de mais ou menos R$ 600 para pagar e isso é o básico, sem as ações que estavam previstas até o final do ano.

 

Por hora isso não nos preocupava. Iríamos tocar as ações previstas, investir no Podcast e vir com tudo em 2015 com a Meta dos Cinco.

 

Mas a música mudou, e aparentemente a dança também irá mudar…

 

 

“Fechou, Santo. Consegui o emprego. To indo pra São Paulo”
- #Capitão

é tetra

“É TEEEETRAAAAA. É TEEEEEETRAAAAAAAAA”

- BUENO, Galvão.

 

A mulher do Capitão havia conseguido realizar um dos sonhos dela: dançar por uma renomada companhia de dança do país. O problema: era em São Paulo.

 

Ela se mudou para lá, num primeiro momento, e o #Capitão, ainda em Uberlândia, começou seus preparativos para ir para Sampa também. Tudo isso em meio ao lançamento da RdE.

 

Logrou êxito. Algumas entrevistas e tudo certo, havia conseguido um belo emprego, que garantiria equílibrio para suas contas, conforto para sua família e o andamento da Roda de Escritores.

 

E então o acidente.

 

Escrevendo em linguagem franca: nosso Capitão fraturou a clavícula e o pulso. No mínimo 1 mês em casa, de recuperação. Alguém consegue imaginar ele pegando metro com os braços levantados em um mês? Não me parece plausível.

 

E ele sabe que provavelmente para os empregadores dele também não parece.

 

O Capitão está bem, está com os pais, que residem em São Paulo, e com a Almirante.

 

Mas as cifras da Roda de Escritores vão apertar, naturalmente.

 

“Um projeto só é bom quando confrontado com dilemas. Vamos repensar, nos organizar. Tudo dará certo.”
- #Santo

planning

“Força, Foco e Fé” – Se todo mundo diz, talvez seja verdade.

 

A Roda de Escritores é um projeto literário único. Vocês não tem ideia das ações que temos nas mangas, nem das parcerias que estamos tentando fechar. Contudo, para que isso tudo funcione no devido ritmo, eu necessito do #Capitão ao meu lado.

 

Essas ações mais “físicas”, digamos assim, estão previstas para o meio de dezembro em diante. Os demais diálogos estão sendo mantidos.

 

A previsão do início do Podcast está também para Dezembro. Isso basicamente se deve as energias do #Capitão. A pancada além de lhe quebrar alguns ossos também avariou um pouco a musculatura do peito. Ele está com uma voz bem fatigada ultimamente.

 

Os textos começarão a ser publicados juntos a partir dessa semana. Poesia e Prosa, ambos às 17h, a começar nessa terça-feira.

 

Isso se deve principalmente ao fato de que, assim, teremos apenas uma postagem no Facebook para promover, o que reduzirá significativamente os custos da Roda de Escritores. Quer saber outra maneira de nos ajudar? É só você começar a receber todas nossas atualizações conforme a imagem abaixo:

 

obter notificações

Se você ainda não fez isso, clique na imagem e faça agora :D

 

Isso é muito importante, pois o algoritmo do Facebook só entrega nossas postagens para 3% dos nossos fãs, por isso precisamos promover os posts para garantir que nossos escritores serão lidos.

 

 

“Vamos tocar com a Meta dos Cinco, então?”
- #Capitão

meta dos cinco

 Ano que vem teremos cinco bons motivos para continuar nessa luta

 

Sim! É tempo de todos saberem da Meta dos Cinco e a gente começar a construir a força real da Roda de Escritores.

 

Mas não, não tão fácil assim.

 

Precisamos de engajamento, precisamos de visibilidade. E só você, escritor e leitor, pode nos ajudar com isso.

 

A sua meta agora é muito mais fácil.

 

Espalme teus cinco dedos no ar. Abra tua mão pela Roda de Escritores. Registre ela com uma foto e a poste no teu facebook taggeando a Roda de Escritores. Utilize as hashtags #BrasilLiterário #MetaDosCinco #RdE.

Se tivermos 20 fotos de usuários diferente, 20 pessoas que acreditem nesse sonho, iremos com tudo. Iniciaremos a Meta dos Cinco.

 

Espalma tua mão, endosse esse sonho, registre esse momento com uma foto!

 

captain's hook

 O #Capitão já aderiu. E você?

 

Leia, Curta, Compartilhe!

 

Se estivermos juntos a Revolução Literária começara por aqui.

 

Conto com vocês.

 

#Santo.

19 Comments
  • Jones Gonçalves
    outubro 27, 2014

    Bom, já tens a primeira então! Abração!

  • Wilton Bastos
    outubro 27, 2014

    feito *^*

  • Lela Albuquerque
    outubro 27, 2014

    super endosso!!! :-) estão lá meus cinco dedinhos! ;-)

  • Juliano Rossin
    outubro 28, 2014

    Foto tirada e postada, só não consegui colocar a tag com a Roda… :(

  • Rodrigo Cerveira Cittadino
    outubro 28, 2014

    Feito também!

  • Rodrigo Cerveira Cittadino
    outubro 28, 2014

    Juliano, eu fiz como o Wilton: tagueei a Roda num comentário logo abaixo da foto.

  • Jones Gonçalves
    outubro 28, 2014

    O problema é que #Rde é uma tag bem usada em algum país de lingua espanhola, se for ver no twitter tem uma pá de gente falando espanhol com a tag #Rde !

  • Juliano Rossin
    outubro 28, 2014

    ah bom, achei que era só eu… fiz o mesmo que vocês.

  • #Santo
    outubro 28, 2014

    Então pessoal, a única que conseguiu taggear foi a @lelaalbuquerque:disqus.

    Não sei por que isso se deve. Porém, vocês que estão se engajando estão comentando por aqui que fizeram.

    Volta e meia olho o perfil dos demais escritores.

    Deus tá vendo.

    ;)

  • Débora Assis
    outubro 28, 2014

    Compartilhado com sucesso!!!

  • Rodrigo Cerveira Cittadino
    outubro 28, 2014

    Ah, boa ideia, Débora! Também vou trocar meu avatar aqui pela foto da mão.

  • #Santo
    outubro 28, 2014

    :D

  • Débora Assis
    outubro 28, 2014

    :)

  • Débora Assis
    outubro 28, 2014

    hum, tem que ser a palma da mão? coloquei as costas… Rss

  • #Santo
    outubro 28, 2014

    Nada! Tanto faz, Débora!

  • Erika Neves
    outubro 29, 2014

    Uma iniciativa tão bacana com certeza alcançará seus nobres objetivos. #tamujunto

  • Iara Gonçalves
    novembro 1, 2014

    Santo tu é Gaúcho, que bom saber. Sem bairrismos exagerados, mas é bom ser dos Pampas. Capitão se recupere logo, força, foco e fé.

  • Mariah Alcantara
    novembro 1, 2014

    Feito!

  • Mariah Alcantara
    novembro 1, 2014

    !!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado