Tanto Tempo

Por segunda-feira, abril 13, 2015 2 , , Permalink

Há tempos, te vi passar com alguém, meu amor

E te juro, saudades eu senti

Te juro, meu olho mareou

Há tempos, meu amor

Entristeci ao lembrar dos nossos tempos

Suspirei pelas vezes que costumávamos ser suficientes

Quando podia enrolar em meus dedos os teus cachos

Quando podia dizer, sem pretensão nenhuma, que tínhamos tudo

que nós fazíamos o nosso mundo

Mas você passou sorrindo, meu amor

Você passou feliz

E isso já faz tanto tempo…

2 Comments
  • Mariah Alcantara
    abril 14, 2015

    Ai, que dorzinha aqui no peito.
    Gostei do poema, gosto dessa escrita que mexe, que dá uma coisa na gente.
    Parabéns!

  • Layana
    abril 14, 2015

    Nossa ! Perfeito

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado