Intrínseco

Por quarta-feira, abril 15, 2015 0 , , Permalink

Carrego por fora de mim um corpo,

Mas este não é meu.

Foi-me cedido de bom grado

Para que pudesse juntar ao teu.

 

A minha alma é quem sou,

Meu coração é meu guia.

Ah, coitado do que pensa

Que o que falo é mera fantasia.

 

Tenho alma de filósofo,

Coração de poeta,

Mente de criança,

E, carrego no peito a esperança

De que tudo vai ficar bem.

 

Carrego dentro d’alma uma canção que diz:

Sou estranho, poeta,

Louco e até etc

Mas sou feliz.

 

No Comments Yet.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado